Poxa vida perdi meus óculos, meu Deus onde foi parar, procuro daqui, procuro de lá…E agora como vou sair sem eles?

Já está tarde vou escovar os dentes e vou embora, corro para o banheiro pego a pasta e a escova e olhando para o espelho como num passe de mágica o danado do óculos aparece sob minha cabeça segurando minhas madeixas e eu pergunto:

– Quem te colocou aí? E em seguida caio na gargalhada e penso estou ficando loucaaaaaaaaaaa!!!

Já passou por isto? Não? Há quem nunca, não é mesmo?

A falta de atenção pode ocorrer com todos nós, o estresse do dia a dia e o piloto automático faz com que episódios como estes aconteçam com frequência.

Podemos até achar que estes esquecimentos são falhas de memória, mas, em grande parte das situações, é a famosa falta de atenção. E para que possamos nos libertar de situações como estas podemos treinar o nosso cérebro com Neuróbica.

Cerca de 80% do nosso dia é ocupado por rotinas que, apesar de terem a vantagem de reduzir o esforço intelectual, escondem um efeito perverso: limitam o cérebro.

Mas o que Neuróbica? A Neuróbica foi desenvolvida pelo neurocientista Lawrence C. Katz, é uma nova forma de exercício cerebral projetada para manter o cérebro ágil e saudável, criando novos e diferentes padrões de atividades dos neurônios em seu cérebro. Cerca de 80% do nosso dia-a-dia é ocupado por rotinas que, apesar de terem a vantagem de reduzir o esforço intelectual, escondem um efeito perverso: limitam o cérebro (segundo a Wikipédia).

Trocando em miúdos são exercícios que estimulam o nosso cérebro a mudar o padrão de suas conexões, mantendo -se ativo e jovem, assim como exercitamos o corpo para termos tônus muscular para mantermos nossa saúde corporal e desenvolvermos nossas necessidades motoras, acreditasse que o cérebro carece do mesmo empenho.

O método é muito simples e não se trata de acrescentar novas atividades à sua rotina, mas de fazer de forma diferente o que você realiza diariamente, como por exemplo trocar o caminho de ida ao trabalho, colocar o relógio no pulso oposto, andar de costa, ver as horas através do espelho, trocar de roupa de olhos vendados e por aí vai…

Realizando estas atividades você estará usando várias combinações de seus sentidos — visão, olfato, tato, paladar e audição, além dos “sentidos” emocionais e sociais. A criatividade e a vitalidade saltaram, vamos experimentar?

Afinal não somos apenas um corpinho e sim seres pensantes e diferentes em suas formas de pensar e agir. Abaixo estão algumas dicas do site www.megainteligencia.com

  1. Na sua casa ou no trabalho, depois de algum tempo, e sempre que for possível, troque os objetos de lugar.

 

  1. Algumas atividades que você realiza com a mão direita (se destro) ou esquerda (se canhoto) exercite realizar com a outra mão (escrever, escovar os dentes, pentear o cabelo, ligar aparelho, grampear, etc.).

 

  1. Experimente tomar banho, trocar de roupa, passar hidratante no corpo ou perfume, abrir e ligar o carro com os olhos fechados.

 

  1. Pegue objetos na bolsa ou pasta com os olhos fechados, identificando apenas pelo tato, esse mesmo exercício você pode fazer para encontrar uma chave que deseja para abrir a porta de casa ou um armário.

 

  1. Exercite o cérebro com o olfato e o paladar, identificando os diferentes aromas de olhos fechados. Exemplo: café, limão, laranja.

 

  1. Mude o trajeto de ir para casa ou para o trabalho e se costuma ir de carro, utilize táxi ou ônibus, algumas vezes, ou vá de carona.

 

  1. Visite lugares diferentes que não tem costume de ir.

 

  1. Conheça novas pessoas.

 

  1. Procure identificar os diferentes sons ao seu redor.

 

  1. Experimente, também, momentos de profundo silêncio, colocando tampões nos ouvidos.

 

  1. Assista filmes e programas de TV ou ouça músicas diferentes do que costuma fazer.

 

  1. Mude a rádio que tem costume de ouvir no carro.

 

  1. A Tempestade de Ideias ou “Brain Storm” é uma dinâmica excelente para desenvolver a capacidade criativa, potencializar a concentração, solução de problemas, entre outros.

 

Esta técnica pode ser utilizada por empresas, escolas, grupos de uma maneira geral, e até mesmo para exercício individual. Ela estimula a formação de novas conexões cerebrais.

Comece hoje, pois a nossa mente não pode esperar até amanhã para ser lembrada!

 

Vanessa Aleixo

Sócia Diretora da RHPLAY Consultoria e Treinamento

 

 

 

 

 

Você já ouviu falar em Neuróbica?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *